Skip to content

Senador Escravagista

24/02/2012

Mais um exemplo de como a política nacional está entregue nas mãos de facínoras é o senador João Ribeiro (PR), eleito por Tocantins.

Ontem, o Superior Tribunal Federal aceitou denúncia em que o senador figura como réu por reduzir pessoas à condição análoga à escravidão. O senador tem como defesa a tese de que os trabalhadores de sua fazenda não eram escravos, pois poderiam ir e vir quando quisessem. Claro, que deveriam deixar a fazenda após quitar as dívidas contraídas no próprio trabalho no intuito de subsistir. É a marca comum nesses casos. Os trabalhadores compram os produtos de primeira necessidade em estabelecimentos mantidos pelo próprio patrão através de adiantamento ou “fiado” e, com o salário completamente comprometido, não conseguem saldar suas dívidas enquanto permanecem em alojamentos insalubres e dentro de uma condição de miserabilidade. Duro é ver que o ministro Gilmar Mendes concordou com a tese, e argumentou que a condição de escravidão possui carga mais ideológica do que fática. Pior é saber que dois outros ministros acompanharam seu voto.

O senador disse ainda estar surpreso pelo STF acatar uma denúncia sobre um fato apurado há oito anos. Ou seja, para o senador, o tempo apaga tudo. Além disso, argumentou que os trabalhadores foram contratados por um amigo e que ele mesmo já usou as instalações dos trabalhadores. Acredite… quem quiser.

Anúncios

From → Crime, Direito, Política

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: