Skip to content

Silicone Furado

19/01/2012

Mais uma vez o governo federal resolveu correr atrás do próprio rabo. Após a denúncia de que próteses de silicone usadas em cirurgias no Brasil traziam silicone industrial, podendo causar danos à saúde em caso de rompimento, o governo determinou que o já combalido Sistema Único de Saúde (SUS) e os planos de saúde deverão arcar com a substituição das próteses. Os planos ameaçam com reajustes das mensalidades de todos os associados, pois alegam que não têm como arcar com esse custo. Apesar da mentira óbvia, os planos não estão errados em reclamar de uma obrigação que não lhes pertence.

As próteses, a princípio, foram utilizadas com aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Ou seja, uma agência governamental foi, no mínimo, incompetente, e agora o governo quer passar o custo de seu vexatório erro a empresas particulares.
Ainda, considerando-se que a natureza da utilização é estética e custeada plenamente pelo interessados, salvo casos de reconstrução, qual a culpa dos planos de saúde ou do SUS? São cirurgias caras, que giram facilmente acima dos R$10.000,00. Certamente, quem embolsou esse valor por vaidade poderá providenciar a retirada das próteses e a substituição destas se lhe aprouver. E requerer no judiciário os danos e prejuízos decorrentes.

O governo não quer ser mais apenas pai (ou mãe) dos pobres. Agora quer cuidar daqueles que têm mais dinheiro, mas prioridades vãs, também.

Anúncios

From → Política, Sociedade

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: