Skip to content

Uma Defesa dos Revoltados

09/11/2011

Ou não.

Não é muito difícil entender a revolta daqueles USPianos e seus similares espalhados pelas faculdades do Brasil.

Até onde se sabe, eles têm boa saúde, boa comida, boa moradia, boas roupas, acesso às novidades tecnológicas, alguns viajam para o exterior e têm carro, além de outras benesses da vida moderna… tudo conseguido sem esforço próprio. Ainda, gostam de viver à margem da lei, mesmo que isso se limite a fumar um baseado escondido dos pais que tudo lhes deram.

Na faculdade, o que deveria ser uma vida de festas desregradas, a realidade os atinge. Aproxima-se o momento fatídico em que terão que promover o próprio sustento. Terão que trabalhar.

Nada mais normal, então, do que se rebelar contra o sistema que até aqui lhes permitiu tanto. Afinal, agora o sistema que a contrapartida, que é justamente empreender esforços para conquistar aquilo a que se almeja. Como o sistema privilegia o mérito, nem todos terão sucesso. E pela consciência de suas limitações e incapacidades nasce a revolta.

Sim, o capitalismo é falho, injusto e até perverso. Porém, ainda é o melhor que a humanidade conseguiu quando comparado às alternativas.

Ao invés de se enclausurarem em um prédio público para protestar com o objetivo de que a polícia lhes deixem em paz com suas ilicitudes, deveriam dedicar suas vidas acadêmicas na aquisição de conhecimentos que lhes permitam aperfeiçoar o sistema que lhes propicia todas as oportunidades descritas mais acima.

Anúncios

From → Sociedade

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: