Skip to content

Itaquerão

02/07/2011

A política nacional é pródiga em produzir momentos vergonhosos em qualquer âmbito, através de decisões espúrias que passam longe do interesse público real.

A câmara de vereadores da cidade de São Paulo aprovou a isenção fiscal para a construção de um estádio de futebol, na esteira da copa do mundo de 2014. O custo ao erário pode chegar a soma de R$536 milhões. O pior é que não se trata de um estádio municipal, mas para um time de futebol em específico. Isso para uma cidade que já possui um estádio pronto – o Pacaembu – que, provavelmente, custaria menos para ser reformardo. Se o Sport Club Corinthians deseja ter seu próprio estádio, deve construí-lo com suas próprias forças e não com o sacrifício dos cofres públicos.

Com tantos problemas sociais, sistema de saúde e educacional sempre sofrendo pela falta de recursos, não faltariam opções para aplicar esse dinheiro “recusado”.

Os vereadores, em algum lampejo de consciência da aberração que praticavam, acresceram ao projeto que a isenção só será concedida caso o novo estádio seja o local de abertura da copa do mundo. Ou seja, a esperança está na FIFA, entidade envolvida em diversos escândalos, para reverter esse disparate.

20.07.2011

O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, resolveu não deixar a cargo da FIFA a decisão e decidiu vetar o artigo sobre a obrigatoriedade do estádio abrigar a abertura da Copa do Mundo para obter a isenção fiscal. Lamentável.

Anúncios

From → Política

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: